Testemunho de Paulo

MARAVILHOSO TESTEMUNHO DE PAULO

Paulo, após­to­lo, não da parte dos home­ns, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressus­ci­tou den­tre os mor­tos, e todos os irmãos que estão comi­go, às igre­jas da Galá­cia: Graça e paz da parte de Deus Pai e do nos­so Sen­hor Jesus Cristo, o qual se deu a si mes­mo por nos­sos peca­dos, para nos livrar do pre­sente sécu­lo mau, segun­do a von­tade de Deus nos­so Pai, ao qual seja dada glória para todo o sem­pre. Amém.

Mar­avil­ho-me de que tão depres­sa passás­seis daque­le que vos chamou à graça de Cristo para out­ro evan­gel­ho; o qual não é out­ro, mas há alguns que vos inqui­etam e querem transtornar o evan­gel­ho de Cristo. Mas, ain­da que nós mes­mos ou um anjo do céu vos anun­cie out­ro evan­gel­ho além do que já vos ten­ho anun­ci­a­do, seja anátema.

Assim, como já vo-lo dis­se­mos, ago­ra de novo tam­bém vo-lo digo. Se alguém vos anun­ciar out­ro evan­gel­ho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, per­sua­do eu ago­ra a home­ns ou a Deus? ou procuro agradar a home­ns? Se estivesse ain­da agradan­do aos home­ns, não seria ser­vo de Cristo.

Mas faço-vos saber, irmãos, que o evan­gel­ho que por mim foi anun­ci­a­do não é segun­do os home­ns. Porque não o rece­bi, nem apren­di de homem algum, mas pela rev­e­lação de Jesus Cristo. Porque já ouvistes qual foi antiga­mente a min­ha con­du­ta no judaís­mo, como sobre­maneira perseguia a igre­ja de Deus e a assola­va.

E na min­ha nação exce­dia em judaís­mo a muitos da min­ha idade, sendo extrema­mente zeloso das tradições de meus pais. Mas, quan­do aprou­ve a Deus, que des­de o ven­tre de min­ha mãe me sep­a­rou, e me chamou pela sua graça, rev­e­lar seu Fil­ho em mim, para que o pre­gasse entre os gen­tios, não con­sul­tei a carne nem o sangue, Nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram após­to­los, mas par­ti para a Arábia, e voltei out­ra vez a Dam­as­co.

Depois, pas­sa­dos três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro, e fiquei com ele quinze dias. E não vi nen­hum out­ro dos após­to­los, senão Tia­go, irmão do Sen­hor. Ora, acer­ca do que vos escre­vo, eis que diante de Deus tes­ti­fi­co que não minto.

Depois fui para as partes da Síria e da Cilí­cia. E não era con­heci­do de vista das igre­jas da Judeia, que estavam em Cristo; mas somente tin­ham ouvi­do diz­er: Aque­le que já nos perseguiu anun­cia ago­ra a fé que antes destruía. E glo­ri­fi­cavam a Deus a respeito de mim. (Gál 1:1–24)

Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline