Posts Tagged ‘sacrifício’

Pecado e Solução

SOLUÇÃO PARA O PECADO A alma que pecar, essa mor­rerá; o fil­ho não levará a iniq­uidade do pai, nem o pai levará a iniq­uidade do fil­ho. (Eze. 18:20) Porque todos pecaram e des­ti­tuí­dos estão da glória de Deus; (Rom. 3:23) Mas, Deus amou o mun­do de tal maneira, que deu o seu Fil­ho Unigéni­to, para que todo o que nele crêr não se per­ca, mas ten­ha a vida eter­na. (João 3:16) A solução para o peca­do é o sac­ri­fí­cio. Read more

A Expiação no NT

Con­forme have­mos obser­va­do ante­ri­or­mente, Deus havia abor­reci­do os sac­ri­fí­cios ofer­e­ci­dos somente para cumpri­men­to do rit­u­al reli­gioso (cf. Is.1.10–13). O Sen­hor reque­ria deles mais do que práti­cas reli­giosas. Ele esper­a­va dos ofer­tantes um arrependi­men­to sin­cero e uma mudança cor­re­spon­dente à Sua san­ti­dade. Mas o sangue dos ani­mais era impo­tente para tirar a raiz do peca­do. Por este moti­vo, havia neces­si­dade que alguém semel­hante ao homem fos­se sac­ri­fi­ca­do em lugar do homem. Era, pois, necessária Read more

CORDEIRO DE DEUS

EIS O CORDEIRO DE DEUS Des­de a auro­ra da cri­ação que o ser humano tem ofer­e­ci­do sac­ri­fí­cios procu­ran­do, deste modo, aplacar a ira div­ina e, ao mes­mo tem­po, demon­strar gratidão pelas bênçãos rece­bidas. Um dos primeiros que encon­tramos no rela­to bíbli­co é o sac­ri­fí­cio de Abel que, por ter sido de acor­do com o plano divi­no, agradou a Deus e foi aceite. Enquan­to Caim ofer­e­cia dos fru­tos do cam­po, seu irmão Abel sac­ri­fi­cou um cordeiro sobre o altar. Este era uma figu­ra daque­le que viria Read more

A Dimensão do Amor

Não há coisa mais impor­tante e bela do que o amor de Deus. Pode-se con­hecer toda a ciên­cia humana e ser um sábio; porém, descon­hecer o amor divi­no sig­nifi­ca alhea­men­to dos assun­tos espir­i­tu­ais e fal­ta de comunhão com Deus. Read more

A Necessidade de Expiação

O sen­ti­do exa­to de expi­ação é o de faz­er algo que rec­on­cilie duas partes em lití­gio. Uma vez que o homem entrou em lití­gio com Deus pela des­obe­diên­cia, havia neces­si­dade de ofer­e­cer a Deus algo que restaurasse a comunhão per­di­da. Quem ofer­e­ceu essa solução ao homem foi o próprio Deus, con­forme está prova­do pelos exem­p­los expos­tos. Esta ação rev­ela a Sua extrema bon­dade; (cf. Sal. 103, com ênfase nos ver­sos 3–5): “É Ele que per­doa todas as tuas iniq­uidades, e sara todas as tuas enfer­mi­dades; Read more
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline